Postagens

Mostrando postagens de Março, 2010

Filmes por classificação nas críticas

Se você está pensando em ir ao cinema ou a locadora e quer uma opinião ou mesmo uma idéia do que vai encontrar, segue abaixo um resumo dos filmes já vistos e criticados por mim no meu blog.
* (ruim)O LobisomemIdas e vindas do amor
** (bom)AvatarNinePercy Jackson e o ladrão de raiosUm olhar do paraísoSimplesmente complicado
*** (ótimo)GomorraA Princesa e o SapoSherlock HolmesOnde Vivem os MonstrosInvictusPreciosaA Fita BrancaO MensageiroEducaçãoO Segredo dos seus olhosUm sonho possívelUm Homem SérioComo treinar seu dragão
**** (excelente)Amor sem escalasGuerra ao TerrorIlha do Medo

Trailer: Fúria de Titãs

Sam Worthington tem o melhor agente de Hollywood no momento. Não bastasse ter estado no cast de Exterminador do Futuro - A Salvação e Avatar, ainda estará em breve nas telas com o remake de Furia de Titãs.
O trailer final mostra um pouco dos outros grandes nomes do elenco, e uma prévia dos efeitos visuais. Ah, o filme será transportado para 3D na pós-produção (meio mais barato e menos impressionante).
Com tantos filmes em 3D programados, resta saber se a quantidade inexpressiva de salas no formato em nosso país será capaz de atender a demanda.

Crítica: Como Treinar seu Dragão

Imagem
Saem os alienígenas, entram os dragões. Este é o mundo de Chris Sanders.
Quando você começa a assistir ao novo filme da Dreamworks, é difícil não pensar no alienígena Stitch do grande sucesso da Disney de 2002, Lilo & Stitch. Apesar do primeiro ser em computação gráfica e no formato 3D estereoscópico e o segundo uma animação no estilo tradicional de papel e lápis, as formas arredondadas e a fofice dos personagens está lá, presente em ambos. Só mesmo este gênio para fazer criaturas a princípio aterradoras se tornarem tão simpáticas.
O diretor estava afastado dos estúdios desde a sua saída da Disney, quando preparava um filme animado em 2D sobre um cachorro mafioso que se perdia de sua gangue e faria uma viagem pelos EUA para reencontrar o seu lugar. Quando a Pixar tomou o controle criativo do estúdio do Mickey, An American Dog tornou-se Bolt - Supercão. A idéia do cão viajante permaneceu em voga, mas a premissa foi totalmente alterada assim como o formato, e o filme acabou lançado em…

Pôster da semana:"Zona Verde", de Paul Greengrass (EUA 2010)

Imagem

Crítica: Um sonho possível

Imagem
Algumas histórias reais foram feitas parece que sob medida para as telas de cinema. Não muito comum é a fidelidade total aos acontecimentos, afinal, romancear um pouco é parte do jogo. Mas o mais importante é você acreditar de verdade naquela história, mesmo que ela apele para o melodrama e não deixe de lado alguns clichês.É exatamente o que acontece com Um sonho possível.

O filme que conta a história real do jogador de futebol americano Michael Oher é uma surpresa, em diversos aspectos. Primeiro, pelo seu time fantástico de atores, a maioria desconhecidos do público. Segundo, pelo roteiro enxuto e bem estruturado, que apresenta de forma impecável os personagens e os desenvolve com bastante sucesso. E terceiro, porque conseguiu dar a Sandra Bullock o papel de sua carreira.
Sandra Bullock é a alma de Um sonho possível. Sua Leigh Anne não é exatamente uma personagem que exige grande potencial dramático. Pelo contrário. O que faz a diferença é o carinho que a atriz mostra em cada minuto q…

Crítica: Um Homem Sério

Imagem
Na filmografia dos irmãos Coen, é difícil dizer qual seria seu filme mais esquisito. Na verdade, achei que depois de Queime depois de ler, seria muito complicado os cineastas apresentarem uma obra com nível semelhante de imprevisibilidade. Não é que eles conseguiram?
Um homem sério é um filme típico daquela premissa do "ame ou odeie". Pra começar, não foi feito para o grande público, isso é óbvio. Em alguns momentos, parece, não foi feito nem para o público acostumado com o trabalho dos diretores. Acompanhando a rotina de um grupo de personagens judeus em um subúrbio americano, são utilizados sem piedade termos e costumes sem em nenhum momento alguém parar para explicar o que é tudo aquilo. E não é mesmo necessário. Utilizando o humor negro que já lhes é peculiar, os diretores levam o espectador a refletir sobre o dia-a-dia, sobre as situações que passamos em nossas vidas. Por mais que achemos que algumas coisas que nos acontecem tem algum propósito, a mensagem é clara: não a…

Crítica: Simplesmente Complicado

Imagem
O camaleão, na natureza, é aquele bicho que camufla sua pele com cores semelhantes ao ambiente, objetivando tornar-se invisível aos predadores. Ou seja, ele nunca estará parecido se você o enxergar duas vezes em um longo espaço de tempo.
No cinema, o camaleão atende pelo nome de Maryl Streep.Em sua longa carreira, a atriz já foi uma mulher divorciada lutando pela guarda do filho; uma dona de casa que se apaixona perdidamente por um forasteiro; uma morta-viva com toques cômicos; uma florista ingênua; uma freira amargurada; uma hippie dona de um hotel na Grécia; uma alta executiva de caráter duvidoso da indústria de moda feminina, entre outras. Todas, se notarmos, são mulheres totalmente diferentes. Em comum, somente a interpretação fantástica desta dama do cinema americano.
Falar da carreira de Maryl Streep é falar do cinema americano contemporâneo, do qual a atriz é figura marcante em diversos aspectos. Dona do recorde de indicações ao Oscar, levou o prêmio apenas duas vezes (pelos film…

Crítica: Ilha do Medo

Imagem
Antes de começar esta crítica, vamos aos fatos: esqueça o péssimo título nacional do mais novo filme do mestre Martin Scorcese. Shutter Island é um muito bem amarrado suspense psicológico, e não um filme de horror, como sugere o título no Brasil.
E o que mais poderíamos esperar do homem que dirigiu filmes como Taxi Driver, Touro Indomável, A Época da Inocência e tantos outros clássicos? Marty quase não erra, e mesmo quando acontece, a gente perdoa. E não foi dessa vez que ele errou. Misturando elementos de linguagem de outros de seus filmes com típicos "clichês" dos filmes de suspense do século 21 (o farol te lembra alguma coisa?), o diretor consegue fugir do óbvio e entregar um filme que nos surpreende pelo conjunto, e não por acertos individuais.

Um grande conjunto, por sinal. Desde a trilha sonora intensa, que nos primeiros minutos já situa e coloca o espectador dentro do clima de suspense; a fotografia, que usa e abusa dos jogos de câmera e dos planos fechados que intensif…

Nostalgia: Oscar de 1972

Melhor Filme Operação França
Laranja Mecânica
Um Violinista no Telhado
A Última Sessão de Cinema
Nicholas e Alexandra
Diga a verdade: você gostaria de ser eleitor do Oscar neste ano tão disputado?
Lendo a lista de concorrentes ao prêmio de melhor filme, me arrisco a dizer que não. Como escolher entre tantos filmes fantásticos um vencedor???
Mas a escolha de alguma forma foi feita, e Operação França, filme que revolucionou o gênero policial, levou a melhor sobre a obra prima de Stanley Kubrick, Laranja Mecânica; o intenso e emotivo musical Um violinista no telhado; a obra dramática de extrema sensibilidade que é A última sessão de cinema; e o épico Nicholas e Alexandra.
Se pararmos para pensar, como escolher um entre filmes de temas tão diferentes? Na verdade, isso pesa, mas nesta hora temos que tentar enxergar um pouco mais longe; que filme ficaria mais tempo marcado na memória das pessoas? Que filme teria um comportamente atemporal (tornando-se atual mesmo já se tendo passado décadas desde s…

Pôster da semana: "Toy Story 3", de Lee Unkrich (EUA 2010)

Imagem

Oscar 2010: comentários

Numa das cerimônias mais imprevisíveis dos últimos anos, vários pontos para a sensatez.
Eu realmente acreditei que Avatar venceria o Oscar devido ao grande sucesso de bilheteria que alcançou. Mas a Academia não se deixou cegar e premiou um filme de verdade, e não apenas um espetáculo visual sem alma.
Guerra ao Terror levou6 prêmios - filme, diretor, roteiro original, montagem, som e edição de som - e mostrou ao mundo que o cinema precisa, sim, de grandes filmes com orçamentos milionários feitos sob medida para o público pipoca-refrigerante, mas que também aposta em filmes originais, corajosos e feitos com muito pouco (mas muito pouco MESMO) orçamento.
Errei algumas previsões - filme, atriz, fotografia, filme estrangeiro, som e edição de som - mas a única que realmente me deixou chateado foi a derrota de A Fita Branca na categoria de fotografia. Um trabalho genial e como eu havia dito anteriormente ao Oscar, seria um dos prêmios mais justos em anos. Mas neste caso, para prestigiar um pou…

DVD e Blu-ray: A Princesa e o Sapo

Imagem
Esta semana chega nas lojas o DVD e Blu-ray do novo clássico em animação tradicional da Disney, "A Princesa e o Sapo".
Com um tempo mínimo de intervalo entre o lançamento nos cinemas (dezembro/2009) e em home-vídeo (março/2010), é a chance para os apaixonados por animação curtirem o filme mais cedo em casa.
Os formatos vem com novidades: uma, a capa diferenciada. Além disso, no Blu-ray há um easter-egg importante: uma prévia de "Tangled", que por aqui se chamará "Rapunzel 3D", novo animado da casa do Mickey, desta vez em animação digital.
Para quem não viu, segue a crítica do filme, publicada logo após seu lançamento nos cinemas. http://potenkim.blogspot.com/2009/12/princesa-e-o-sapo.html


Pôster da semana: "Buried", de Rodrigo Cortes (EUA 2010)

Imagem

Comentando o Oscar: pré-cerimônia

Faltando apenas 1 dia para a maior festa do cinema, ainda é difícil dizer (verdade!) quem será o melhor filme da noite. Embora muitos acreditem que "Guerra ao Terror" seja o vitorioso, a campanha do filme foi manchada pela atitude impensada de seu produtor de violar as regras da academia. Isso pode ter ajudado os aliens de Pandora a virarem o jogo, ou, quem sabe, fazer um terceiro candidato correr por fora e despontar na liderança (os "Bastardos" de Tarantino, talvez?).
Segue abaixo minhas expectativas para o resultado da cerimônia.
Melhor Filme Torço por: Bastardos Inglórios ou Guerra ao Terror Quem vai levar: Avatar Não acredito que a academia vai fechar os olhos aos 2,5 bilhões de bilheteria do filme de James Cameron. É o tipo de revolução que a indústria precisa. Vai ganhar por causa disso.
Melhor Diretor Torço por: Quentim Tarantino, por "Bastardos Inglórios" Deveria estar no páreo: Michael Haneke, por "A Fita Branca" Quem vai levar: Kathryn Bigel…