Melhores Filmes de 2012

2012 foi um ano memorável para o Cinema: O 3D deixou de ser uma modinha caça-níquel para ser usado por cineastas autorais em verdadeiros espetáculos visuais; os blockbusters encontraram o caminho da regularidade no roteiro e impressionaram o público, ao invés de apenas divertir; a França fez história ao implacar um sucesso inquestionável de crítica que se tornou o filme em lingua não inglesa mais visto de todos os tempos; e um cineasta estreante oriundo do mercado publicitário mostrou que ainda existe vida no Cinema Brasileiro.
 
Eis abaixo minha lista de melhores neste ano que passou, que por si só já mostra que a safra foi espetacular: desta vez são 15 ao invés de 10.
 
15. Skyfall
007 completaria 50 anos de aventuras no cinema com um filme dirigido por Sam Mendes, que em 1999 impressionou o mundo com o fabuloso Beleza Americana. Com um roteiro que homenageava o legado do personagem, ação sob medida, uma belíssima direção de fotografia e um vilão que faz justiça aos clássicos inimigos do agente secreto, Skyfall se tornou um sucesso de público e crítica mais que merecido.
 

14. O homem que mudou o jogo
Bennett Miller acerta em cheio ao fazer um filme sobre Baseball que não aborrece o público que não tem afinidade com o esporte popular nos Estados Unidos. Contando com um trabalho irretocável dos protagonistas Brad Pitt e Jonah Hill, O homem que mudou o jogo é um excelente drama de superação que foge do lugar comum graças ao roteiro bem estruturado de Aaron Sorkin (A Rede Social).
 
13. A Separação
O Cinema Iraniano é um dos mais robustos do mundo, e ainda consegue melhorar ao passar por uma reinvenção de estilo e estética. Um dos destaques desta nova onda é este pequeno grande filme sobre as consequencias de uma separação na vida de uma família, que ainda aproveita para alfinetar sem piedade as mazelas sociais do país. Tenso e surpreedente, A separação se tornou um sucesso mundial e levou o Oscar 2012 de melhor filme estrangeiro.
 
12. Cosmópolis
Só mesmo David Cronemberg para conseguir nos fazer acreditar que Robert Pattinson pode ser um grande ator mesmo com o vampiro Edward Cullen de Crepúsculo no curriculum. Com os melhores diálogos do ano e uma sequencia final de tirar o fôlego, Cosmópolis é mais uma grande obra de um diretor que está sempre disposto a nos surpreender. Para o bem, ou para o mal.
 
 
11. O espião que sabia demais
A adaptação da obra prima de John Le Carré é um filme de espionagem que vai totalmente na contra mão das demais adaptações do gênero, que preferem optar pela ação desenfreada. O sueco Tomas Alfredson faz de seu primeiro filme em Hollywood depois do sucesso Deixa ela entrar um intrincado jogo de intrigas que conta com uma atuação irretocável do genial Gary Oldman. Imperdível.

10. Dois Coelhos
Desde Cidade de Deus o Cinema Nacional não via um filme tão promissor e surpreendente. Com uma estética envolvente e vanguardista, totalmente diferente de tudo o que já foi feito por aqui, o diretor Afonso Poyart constrói um verdadeiro espetáculo visual, que é a prova de que não é necessário cifras milionárias para se fazer um filme de verdade.

 
9. Os Vingadores
A Marvel construiu um universo no Cinema e entregou seu presente para os nerds de todo o mundo. Mais do que apenas um arrasa quarteirão, o filme de Joss Weedon surpreende por apresentar um roteiro inventivo e divertido, que amarra de forma inteligente as sequencias de ação e desenvolve os personagens sem deixar de lado o espírito dos quadrinhos que fazem sucesso há mais de 5 décadas. Os Vingadores é um filme para fazer sorrir aquela criança que existe dentro de cada um de nós.

8. O Hobbit - uma jornada inesperada
O retorno de Peter Jackson para a Terra Média teve tudo que os fãs da trilogia O senhor dos anéis poderiam esperar: narrativa épica, cenários grandiosos, uma trilha sonora envolvente e grandes atores respeitando o legado dos personagens. Que atire a primeira pedra aquele que não cantarolou Misty Mountains com os anões da Companhia de Thorin, Escudo de Carvalho. Uma obra espetacular que abre caminho para mais uma trilogia que promete.

 
7. O Artista
O grande vencedor do Oscar 2012 é uma belíssima homenagem ao Cinema, que com certeza vai emocionar muito mais quem ama de verdade esta indústria de sonhos que é a sétima arte. Michel Hazanavicius, Jean Dujardin e Bérénice Bejo fazem um filme mudo que encanta, emociona e diverte nas mesmas medidas. Um espetáculo extraordinário.

6. Looper - assassinos do futuro
O gênero de ficção científica é um dos mais importantes da indústria cinematográfica, e contribui de forma efetiva para criação dos muitos mundos fantásticos que só o Cinema consegue nos mostrar. Lopper - assassinos do futuro, no entanto, não precisa nem sair da Terra para entregar uma das mais inovativas tramas desde Minority Report. De narrativa ágil e com uma história complexa e envolvente, Looper é um filme que te prende do início ao fim.

5. Batman, o Cavaleiro das Trevas Ressurge
Christopher Nolan é praticamente sócio da minha lista de melhores do ano. A culpa disso é o fato do diretor ser, hoje, um dos profissionais mais competentes do Cinema Hollywoodiano. Com o encerramento de sua trilogia sobre o Homem Morcego, ele novamente entrega um filme espetacular que, se não consegue ser superior a Batman, o Cavaleiro das Trevas, o complementa de maneira perfeita. Um épico moderno à altura do símbolo que é o Batman para a cultura pop.


4. Intocáveis
Não foram apenas hobbits, super heróis ou extraterrestres que encantaram as platéias mundiais em 2012: uma pequena dramédia francesa sobre a relação entre dois homens singulares e totalmente opostos tomou de assalto as bilheterias mundiais, tornando-se um sucesso sem precedentes na história do Cinema. Intocáveis é uma obra de beleza única, que merece cada um dos elogios que recebeu. Uma belíssima celebração da vida.

3. As aventuras de Pi
Ang Lee criou um verdadeiro poema em forma de celulóide ao contar a jornada extraordinaria de um garoto que sobrevive a um naufrágio no meio do Oceano Pacífico e precisa sobreviver aos perigos impostos pelo ambiente e pelo seu improvável companheiro na aventura, um tigre de bengala. Plasticamente perfeito e com inventivos efeitos em 3D, As aventuras de Pi é uma jóia rara, um filme para guardar para sempre no coração.


2. Argo
Ben Affleck conseguiu uma verdadeira façanha neste ano: além de se firmar como um dos mais promissores diretores da atualidade, tirou de Paul Greengrass a alcunha de mestre na arte de deixar o público aflito na poltrona do cinema, com um terceiro ato de tirar o fôlego para um filme genial, que explora um evento recente da nossa história e faz um verdadeiro espetáculo cinematográfico.

1. A invenção de Hugo Cabret
Martin Scorsese é um dos mestres da sétima arte ainda vivos, egresso de uma geração que abalou as estruturas de Hollywood e pai de obras memoráveis como Taxi Driver, Touro Indomável e Os bons companheiros. Só faltava em sua extensa filmografia um trabalho direcionado ao publico juvenil. Foi das páginas de um grande sucesso literário que surgiu a inspiração para Marty realizar o primeiro filme em 3D depois de Avatar que faz realmente valer a pena a experiência tridimensional no cinema. Um filme que presta uma homenagem aos mestres do cinema, às tecnologias que encantam gerações desde os primórdios da sétima arte e, por que não, ao público, que tem a chance de acompanhar um verdadeiro clássico em todo o seu esplendor e beleza.

 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crítica: A Cabana

Crítica: Logan

Crítica: A Bela e a Fera