Globo de Ouro 2012

No último domingo foram entregues os prêmios pela Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood, conhecido como Globo de Ouro.

Por muitos anos conhecido como principal prévia do Oscar (hoje, este papel já é considerado mais forte pelos prêmios dos sindicatos), o Globo de Ouro 2012 demonstrou uma tendência que está se consolidando para a entrega do prêmio da academia: a de que não haverá um favorito absoluto a melhor filme em fevereiro próximo.

Nas categorias principais, O artista levou o prêmio de comédia (deixando para trás Meia noite em Paris, de Woody Allen), e Os descendentes foi laureado como melhor drama - numa categoria em que a disputa geralmente é mais apertada. A vitória do filme mudo e em preto e branco reacende a possibilidade de que tenhamos esta produção corajosa e que é uma homenagem e tanto ao cinema consagrada como o grande filme de 2012.

Os descendentes também deu o prêmio de melhor ator para George Clooney. Muito está sendo dito que esta é a melhor atuação do ator em sua carreira, fato que, na minha opinião, não seria um mérito tão grande do ator. Como melhor atriz, Maryl Streep confirmou o que já se imaginava desde que o filme A dama de ferro começou a ser produzido e foi divulgado que a grande atriz seria a protagonista.


Nas categorias de coadjuvantes, não houve surpresas, assim como os prêmios de roteiro (prêmio de consolação para Woody Allen) e filme estrangeiro (o iraniano A separação levou, deixando o filme mais perto do Oscar). Uma boa surpresa foi a vitória de Martin Scorcese como diretor por seu filme família feito em 3D, A invenção de Hugo Cabret.

Agora, resta esperar pelo dia 06 de fevereiro, quando será divulgada a lista dos filmes que concorrerão ao Oscar 2012!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crítica: Logan

Crítica: A Cabana

Crítica: A Bela e a Fera