Indicados ao Oscar 2011


Foram anunciados na semana passada os concorrentes ao Oscar 2011. Demorei um pouco para escrever sobre o assunto por ainda não ter engolido algumas ausências impressionantes nas indicações da Academia. A mais impactante é relacionada ao filme A Origem, que surpreendentemente não concorrerá nas categorias de diretor e montagem.

Que Christopher Nolan não é a menina dos olhos da Academia todo mundo sabe. Mas o que dizer da ausência do cara, novamente!, entres os indicados a direção? Batman - o cavaleiro das trevas era um filme baseado em HQ, ok, dava pra entender que o ignorassem por conta do gênero. No entanto, A Origem foi um sopro de originalidade e um dos filmes mais comentados do ano - com todos os méritos. Difícil entender...

Os indicados a melhor filme seguiram a tendência, com A rede social, Toy Story 3, A Origem, Bravura Indômita e O discurso do rei entre os concorrentes. Com 12 indicações, o filme que conta a história de superação do Rei George da Inglaterra se tornou o bicho papão deste ano, e pode tirar o prêmio de melhor filme de A Rede Social, que muitos - inclusive eu - já davam quase como certo. Será que alguém pode correr por fora?

Nas categorias técnicas, houveram algumas coisas estranhas, como por exemplo a falta de Tron - o legado concorrendo por efeitos especiais ou pela sua ótima trilha sonora. Acredito que o ligeiro fracasso comercial e a fraqueza do filme tenham afastado a boa vontade dos votantes. Além da Vida emplacou uma indicação por seus efeitos visuais, graças a impressionante cena inicial do filme. Toy Story 3 abocanhou a indicação de edição de som mais ficou de fora da categoria de mixagem de som, onde era comum figurarem os filmes da Pixar. Os brinquedos foram indicados a cinco estatuetas no total, não conseguindo bater o recorde de A Bela e a fera e Wall-e que tiveram seis indicações cada. Por falar em animação, O mágico abocanhou a terceira vaga do ano - os outros foram o já mencionado Toy Story 3 e Como treinar seu dragão - deixando para trás os hits do ano Meu malvado favorito e Enrolados.

Atuações, o que dizer? Listas perfeitas, como destaque para Natalie Portman por Cisne Negro (este já é dela) e Cristian Bale como coadjuvante por O vencedor. Colin Firth e Melissa Leo já são barbadas. A única falta que senti foi de um reconhecimento para Julianne Moore, única não indicada por Minhas mães e meu pai.

Agora é esperar pelo final de fevereiro, quando os prêmios serão entregues. O Oscar 2011 tem tudo para ser um dos mais disputados dos últimos tempos, ao menos na categoria principal. Cruzem os dedos!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crítica: Logan

Crítica: A Cabana

Crítica: A Bela e a Fera