Crítica: Uma Noite Fora de Série

Não há nada mais desgostoso do que uma comédia que não consegue fazer o público rir. Claro, sempre existe aquela situação automática, do tipo que o diretor insere no filme e que faz você abrir aquele sorriso de canto de boca, que é quase imperceptível se você não estiver encarando a pessoa. Uma Noite Fora de Série é exatamente esse tipo de filme, o que é uma pena.


Vamos lá: você assistiu o trailer do filme? Se sim, ótimo. Nem precisa ir pro cinema. As melhores cenas do longa (e as que tentam ser mais engraçadas) estão nele. O resto, bem, podemos mesmo chamar de resto. Da concepção da história à forma como foi conduzida, o filme não passa de um emaranhado de clichês do gênero, que ganham um pouco de força graças ao esforço hercúleo dos protagonistas - Steve Carrel e Tina Fey, competentes em seus papéis, embora o primeiro use e abuse dos trejeitos que já ficaram marcados em outros personagens. O diretor Shawn Levy demonstra principalmente nas pretensas cenas de ação seu amadorismo total no desenrolar da trama. O filme não consegue engrenar, e algumas passagens chegam a ser constrangedoras, ao invés de engraçadas.

Steve Carrel, depois de alguns sucessos - sendo o mais notório O Virgem de 40 anos - parece ter perdido a mão para a escolha de seus projetos. Diferente do colega de elenco, Tina Fey está praticamente começando a carreira cinematográfica, por isso podemos dar um desconto. O que se torna cada vez mais comum, principalmente no gênero de comédia, é a qualidade sendo visivelmente prejudicada pela quantidade. Fato consumado que a cada Se Beber, Não Case surjam dezenas de filmes que simplesmente seguem fórmulas, sem tentar nada mais ousado ou diferente. Uma Noite Fora de Série sofre também desse mal.

Simplificando a questão, se você procura uma fuga ao cinema para uma diversão neste tempo chuvoso, procure outro filme para que o programa seja legal. Senão, caso contrário, você também pode acabar tendo uma noite fora de série, e na maneira ruim de encarar a coisa. Literalmente.

Cotação: *

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crítica: A Cabana

Crítica: Logan

Crítica: A Bela e a Fera