Cinema e Futebol

Fiquei pensando em escrever alguma coisa sobre futebol no blog, aproveitando este climão de Copa do Mundo. Mas para mim é sempre um desafio discorrer sobre algo que não tenho nenhum domínio. Futebol, então, é o desafio dos desafios. Pensei, logo, em recorrer as benditas listinhas; falar de filmes que tiveram o futebol como tema ou como pano de fundo. Mas por incrível que pareça, apesar de ser um esporte tão popular, o futebol ainda não gerou uma lista de grandes filmes que possamos nos guiar para este tipo de texto. Fica então a dificuldade: como falar de futebol sem deixar transparecer de forma clara minha total ignorância no assunto?

Oras, vamos simplificar as coisas. Cinema e futebol tem tudo a ver (começou a viagem!). Pense só: um time não funciona sem um bom técnico, assim como um filme, sem um grande diretor. Uma boa estratégia é vital no futebol, certo? Para um filme, o roteiro também é de uma importância sem tamanho. No futebol, os jogadores são as estrelas da festa! Opa, claro, no Cinema, os atores e atrizes são a alma do negócio. Para um time render de verdade, tem que ser coeso, bem estruturado. Assim como um filme deve ser bem montado para ser bom de verdade. E podemos fazer várias comparações assim! E olha que eu nem entendo de futebol...

Os americanos talvez sejam os maiores produtores de filmes baseados em futebol, no entanto não no futebol que conhecemos; eles ADORAM fazer filmes sobre o futebol louco deles, aquele cheio de trogloditas que correm com as bolas nas mãos, ao invés de nos pés. Grandes diretores, como Oliver Stone e Clint Eastwood (no recente Invictus) já filmaram o Rugby ou o Futebol Americano. Mas o futebol (ou Soccer, pros gringos) ainda não teve representações tão laureadas. No Brasil, por exemplo, tivemos alguns filmes recentes que namoravam sobre o tema, como Linha de Passe, de Walter Salles. Ou O Casamento de Romeu e Julieta, uma comédia que tinha o futebol como grande coadjuvante.

Este flerte do cinema com o esporte, seja ele o futebol ou qualquer outro, é extremamente positivo. O cinema é uma ferramenta cultural eficiente, no entanto ainda muito longe de uma grande parte da população, principalmente nos países mais pobres. Já o esporte é mais universal; não importa onde você esteja, algum tipo de atividade esportiva estará sendo desempenhada. Seja ela simples, seja ela elaborada. Seja ela de rico, seja de pobre. E quando se insere o cinema nesta mistura, aí, a coisa fica ainda melhor. Afinal, os grandes momentos do esporte passam, mas quando registrados na telona, são eternos. Aí está a magia.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crítica: A Cabana

Crítica: Logan

Crítica: A Bela e a Fera