Futuro da Marvel nos cinemas

Os filmes baseados em super heróis de quadrinhos vieram pra ficar, e se estabeleceram como gênero indispensável de cinema. Basta observarmos os grandes sucessos de bilheteria recentes; você encontrará vários exemplares desta nova safra.

Como uma das mais importantes editoras da indústria, a casa das idéias (ou Marvel Comics) não poderia ficar de fora desta onda. Mais, é a responsável direta pelo ressurgimento do gênero (com o sucesso de X-Men, de Bryan Singer).

Até 2012, nada mais nada menos que 9 filmes com personagens da casa estarão fazendo sua estréia na telona. Muitos deles produzidos pela própria Marvel (Homem de Ferro 2, Thor, Capitão América, Homem Formiga e Vingadores) e outros nos estúdios que tem os direitos de outros personagens de sucesso (Homem Aranha 4 na Sony; e Wolverine 2, X-men: first class e X-men 4 na Fox).

A imagem abaixo é uma montagem de fã do possível visual do Capitão América conforme já exposto pelos produtores do filme. O ator Chris Evans foi o selecionado para viver o Sentinela da Liberdade.



O número pode parecer exagerado, mas considerando o sucesso e a rentabilidade dos filmes recentes de super heróis, é totalmente plausível.

O importante da história toda é a preocupação da Marvel como produtora com a qualidade do produto adaptação cinematográfica. Agora nas mãos da Disney, os personagens da empresa são mais do que apostas arriscadas de lucro em diferentes mídias; são opções REAIS. A cadeia midiática é uma especialidade do estúdio do Mickey.

Algumas escolhas de elenco e diretores dos próximos filmes da Marvel são bastante interessantes. Thor será dirigido por Kenneth Branagh, ator e diretor shakespeariano. Dá pra entender porque ele quis se embrenhar pela mitologia do Asgardiano. Para Homem Aranha 4, Mark Webb (do excelente 500 dias com ela) terá a missão de começar do zero a jornada do aracnídeo ainda no colegial. No elenco de Homem de Ferro 2, atores consagrados como Scarlett Johanson e Mickey Rourke dão as caras, juntando-se a outros nomes como Robert Downey Jr. e Gwyneth Paltrow. Quem esperaria algo assim?

Na Warner, a DC por enquanto meio que observa de camarote a ascensão da concorrente no cinema. Mesmo tendo os filmes mais surpreendentes do gênero em minha opinião (Cavaleiro das Trevas, Watchmen e V de Vingança), dois deles são adaptações de graphic-novels e não de personagens clássicos da editora. Resta esperar que os principais novos filmes prometidos (Batman 3, Lanterna Verde, Flash e o novo Superman) sigam o caminho de qualidade e sucesso dos citados. Vontade de que isso aconteça não nos falta, assim, poderemos matar nossa sede nerd de ver nossos personagens favoritos na telona.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Crítica: A Cabana

Crítica: Logan

Crítica: A Bela e a Fera